Analisando o Tráfego do Google Imagens

08-2018 | SEO

O Google Imagens é uma das mais populares ferramentas de pesquisa visual e de arquivos de imagens na internet, com milhões e milhões de imagens disponíveis para usuários visualizar e fazer o download.

Ao longo dos anos, inúmeras atualizações foram lançadas para otimizar esse serviço, sendo as mais recentes, a remoção da opção “Ver Imagem” e a inclusão de títulos de página da web em imagens.

Quem trabalha com marketing digital ou otimização de site para SEO sabe a importância que a otimização de imagens tem para o rankeamento das páginas no Google. Mas agora, a otimização dessas imagens alcançou um nível de importância muito maior.

Com as últimas atualizações, o Google Imagens passou a ser uma área do Google que ajuda a gerar tráfego para vários sites.

Isso significa sites podem obter uma significativa quantidade de tráfego vindo dessa fonte se trabalharem a otimização de imagens de forma eficiente.

Sendo assim, vale a pena dar uma olhada no Google Analytics para obter mais informações sobre os resultados que você tem conseguido através do Google Imagens.

Imagens da B612 no Google Imagens

Até recentemente, o acompanhamento de tráfego a partir de Imagens do Google usando o Google Analytics era um desafio.

Você tinha que navegar por diferentes caminhos de referências para descobrir se seu tráfego veio a partir do Google Imagens.

Felizmente, a última atualização do Google Imagens tornou a tarefa de acompanhamento dessa fonte de tráfego muito mais eficiente e conveniente.

Agora você pode fazer sua análise em apenas alguns cliques. Veja como você pode fazer esse acompanhamento também.

Como Acompanhar o Tráfego do Google Imagens

Você pode acompanhar o tráfego vindo do Google Imagens utilizando o Google Analytics.

No menu Aquisição você pode olhar nas opções “Origem/Mídia” ou “Referências” para identificar rapidamente o tráfego gerado.

O Google Analytics é uma das mais eficazes ferramentas de análise de tráfego de site disponível. E é muito simples de usar quando você sabe o que olhar e onde estão os dados.

Se você estiver utilizando essa ferramenta pela primeira vez, ela pode parecer um pouco assustadora. Mas depois de algum tempo utilizando e estudando os guias e manuais disponibilizados pelo Google, você irá perceber que é bastante simples.

Nossa equipe usa o Google Analytics diariamente. Isso significa que todos temos alguns sites que são referências, a quem recorremos quando temos dúvidas e perguntas sobre o Google Analytics.

Existem duas formas de controlar o tráfego usando o Google Imagens, e ambas as formas são muito simples quando você sabe para onde olhar.

A primeira forma de analisar o tráfego vindo do Google Imagens. Para começar, clique em Aquisição, em seguida, clique em Todo o Tráfego.

Menu Aquisição Origem/Mídia do Google Analytics

Em seguida, clique em Origem/Mídia, e você poderá ver o tráfego proveniente do Google Imagens.

Esta seção te permite ver o tráfego orgânico e de referência de vários sites, incluindo Google Imagens.

Google Analytics Opção de Referência

A outra forma para ver os dados de tráfego do Google Imagens é indo para Referências, que está abaixo de Origem/Mídia.

Esta seção é diferente, já que mostra as URLs dos sites que possuem links apontado para o seu site.

Isso permite que você identifique imediatamente os sites que estão te gerando tráfego, o que pode ser muito útil em estratégias de construção de links.

Menu Aquisição Referências Google Analytics

Usando estes dois métodos você poderá identificar os dados que você precisa e mostrar se o tráfego vindo do Google Imagens tem um impacto no volume total de tráfego que você recebe.

Conclusão

O Google Imagens tornou-se uma das melhores fontes de tráfego devido à forma com a qual ele permite as pessoas descobrirem diversos sites através de imagens de qualidade.

Com a atualização recente do Google Analytics, o acompanhamento de tráfego torna-se mais fácil e mais prático.

Se você tiver perguntas sobre o Google Analytics e SEO em geral, deixe um comentário abaixo e vamos conversar.

Você também pode gostar desses artigos sobre SEO